Categoria: Matérias

Câmara Setorial de Ovinos sugere criação de programa estadual para enfrentar desafios do setor

Estabelecer um programa estadual para a ovinocultura, com estratégias de pequeno, médio e longo prazos, foi a principal reivindicação dos setores que participaram da reunião da Câmara Setorial da Ovinocultura, nesta terça-feira (30), na Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), em Porto Alegre.
Há uma série de desafios para o setor. O rebanho gaúcho conta com cerca de 3,2 milhões de animais. Entre 2014 e 2018, houve redução de mais de 900 mil cabeças. Foi registrado também diminuição do abate oficial no Estado e aumento do abate interestadual, no qual os animais são abatidos em outros estados. As regiões com maiores populações de ovinos são a Fronteira Oeste e Serra do Sudeste.

Produtos gaúchos com indicação geográfica estão protegidos no Acordo Mercosul – EU

Diversos produtos gaúchos das regiões Litoral Norte, Serra, Campanha e Zona Sul com registro de indicação geográfica estão na lista divulgada nesta quarta-feira (10) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) como reconhecidos pela União Europeia. O acordo firmado no dia 28 passado entre Mercosul e União Europeia prevê a proteção de produtos agrícolas do Brasil.
“É muito importante e um diferencial para o Rio Grande do Sul ter estes produtos reconhecidos, porque existe uma valorização do nosso Estado e uma perspectiva de incremento na comercialização”, diz o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho.
A União Europeia reconheceu 36 indicações geográficas agrícolas do Brasil. Isso significa que poderão ser comercializadas mercadorias com esses nomes somente se tiverem sido produzidas nessas regiões do Brasil.