Seag apresenta o projeto ‘Elas no Campo e na Pesca’

A Secretaria de Estado de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) apresentou o projeto “Elas no Campo e na Pesca – Empreendedorismo, Liderança e Autonomia”. A apresentação aconteceu nessa quinta-feira (29), em reunião ampliada na Seag. Mais tarde, no Palácio Anchieta, em Vitória, foi também apresentado o Programa “Agenda Mulher” e o Plano Estadual de Políticas Públicas para Mulheres.

O objetivo do projeto Elas no Campo e na Pesca é a estruturação de ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida das mulheres que vivem no campo e que atuam em atividades pesqueiras. A expectativa é de que pelo menos 300 mulheres sejam beneficiadas com essas ações.

Além da Seag, o Grupo de Trabalho é formado por mulheres que representam as seguintes instituições: Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo  (Idaf), Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo (Mepes), Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Ministério da Agricultura, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Secretarias Municipais de Agricultura, Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do ES (Fetaes), Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Cooperativa dos Cafeicultores do Sul do Estado do Espírito Santo  (Cafesul), Associação Dos Pescadores Artesanais De Porto De Santana E Adjacências (Apaps), Associação de Pescadores de Jacaraípe (Aspej) e Colônia de Pesca de Vila Velha.

O grupo realizou questionários com o objetivo de identificar os problemas existentes relacionados às mulheres e inclusão de propostas de ações para soluciona-los. Foram identificados 13 problemas, dentre eles o preconceito, a desvalorização, problemas de saúde, falta de infraestrutura, violência, falta de capacitação e êxodo rural.

Uma das proposições para solucionar as questões apresentadas é a criação de uma rede apoio que integre os trabalhos de maneira coordenada. Também já foi apresentado e institucionalizado o Plano Estadual de Políticas para Mulheres do Espírito Santo (PEPMES), com o eixo central de enfrentamento à feminização da pobreza e a garantia da autonomia econômica das mulheres.

O “Projeto Elas no Campo e na Pesca” pretende executar ações integradas até o ano de 2022, com a divulgação dos resultados, fomento a projetos, sensibilização da sociedade, produção de materiais audiovisuais e conteúdos midiáticos, construção de um banco de dados com as necessidades encontradas, capacitação de técnicos, realização de seminários e publicação de um livro mostrando os resultados do projeto.

Para a assessora técnica da Gerência de Agricultura Familiar da Seag, Patricia Ferraz, é um resultado integrado que fortalece a presença da mulher na sociedade.

“O projeto Elas foi uma construção coletiva e tem uma concepção pensada por mulheres e para mulheres. O Elas trabalha várias linhas estratégicas voltadas para a valorização e a visibilidade do trabalho e da vida das mulheres rurais e da pesca, mostrando a força e liderança feminina em setores vistos historica e culturalmente como ‘espaços masculinos'”.

Reunião Sebrae

Técnicos da Seag e representante da OCB participaram de uma reunião com o superintendente do Sebrae, Pedro Rigo, para tratar de parcerias futuras relacionadas a serviços de consultoria na área de identidade visual, rotulagem e agroindústria para produtores do Estado, principalmente para o público do “Projeto Elas no Campo e na Pesca”.

Agenda Mulher

O programa é uma iniciativa da Vice-Governadoria, com ações integradas com as demais Secretarias de Estado para dar visibilidade e empoderamento às mulheres por meio da valorização e do empreendedorismo. Atualmente, o Estado possui 18 projetos já estruturados, como o “Elas no Campo e na Pesca”, da Seag.

Fonte: Ascom/ Seag-ES